Cortar pão quente com a faca tira a força a quem amassa

Este ditado popular citado pela D. Alice representa bem o espírito de partilha e aprendizagem que se viveu na oficina de confecção do pão realizada na Quinta Pedagógica da Mitra.

O objectivo delineado para este dia foi alcançado, ou seja, todos os presentes deram um pouco de si para o (delicioso!) resultado final! Os conhecimentos previamente adquiridos de uns, seja através de experiências auto-didactas ou do resgatar de receitas antigas do tempo das avozinhas, e a imaginação de outros para criar novas misturas de sabores a partir da receita base, preencheu a nossa quinta com fantásticos aromas já difíceis de encontrar nos nossos dias.

O pão foi ao forno da forma tradicional, envolto em folhas de couve galega bem batidas com as mãos dos participantes para esticar bem e assim libertar o suco que impede o pão de queimar. As folhas podem ainda ser untadas com um pouco de azeite, dando um outro gosto ao pão e ajudando a que a couve não fique presa. O efeito estético na base do pão é uma autêntica obra de arte natural.

À volta do pão quente acabado de sair do nosso forno a lenha e de um chá de ervas da nossa espiral de aromáticas, todos concordaram que estas são experiências para repetir muitas e mais vezes!

Aqui ficam as receitas experimentadas, provadas e aprovadas!

Agradecimentos a todos os participantes!

A receita da Isabel

Dissolve-se 2c.s. mel com um litro de água tépida e 7 gr levedura seca (ou 20 gr padeiro), juntando-se 150 gr trigo, 150 gr centeio, 20 gr milho.

A receita inventada pela Gabriela

Uma medida de centeio, uma medida de trigo integral, meia medida de espelta. Meia medida de trigo branca, uma medida e meia de água, meia medida de cereais, sal a gosto.

 

A receita inventada por Agustine, Diana e a menina

Uma medida de espelta, uma medida de trigo normal, uma medida de centeio, 7 gr de levedura, uma medida e meia de água, sal a gosto.

Esta é uma receita da Anadia, da avó de um amigo da Eliana

Um quilo de farinha trigo sem fermento, água a olho, sal e 11 gr de levedura.

Deixar levedar durante uma hora e depois voltar a amassar, juntando azeitonas descaroçadas.

O pãozinho do Ianis

Duas medidas de espelta e uma medida de trigo integral, levedura e sal, e medida e meia de água.

Categorias: 

Comentar

Plain text

  • Não são permitidas tags HTML.
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
CAPTCHA
Para prevenir Spam, prova que és humano
11 + 5 =
Resolva este simples problema de matemática e introduza o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.