Não se pode esquecer

Se não passa na TV não existe,  se passa ficamos enjoados. Fartos de ver misérias! E quando satisfeitos pelo anúncios anuviarem o incomodo a uma boa refeição, tudo se desvanece, dá-se mais um golo , mais uma garfada, deitam-se os restos para o lixo porque já estamos cheios e talvez se venha a doar alguma coisa e já está, sozinhos não mudamos o mundo, nada mais a fazer. E depois o que se faz ? Vive-se e alimenta-se um sistema predador.

Foto: http://zoriah.com/

Mesmo nos actos mais inocentes, como comprar uns sapatos, uma camisola, um chocolate para fazer um filho feliz, e estamos a alimentar o sistema. Não é facil entender esta ganancia destrutiva, que ameaça todo o futuro, mas é preciso não esquecer. É preciso falar, partilhar informação, e dar voz aos que não tem tempo de antena. Mas nunca esquecer. Kevin Cartner foi um fotografo premiado, que acabou por se suicidar em 1994. Na sua carta de despedida dizia:

Estou deprimido… Sem telefone… Sem dinheiro para o aluguel.. Sem dinheiro para ajudar as crianças… Sem dinheiro para as dívidas… Dinheiro!!!… Sou perseguido pela viva lembrança de assassinatos, cadáveres, raiva e dor… Pelas crianças feridas ou famintas… Pelos homens malucos com o dedo no gatilho, muitas vezes policiais, carrascos… Se eu tiver sorte, vou me juntar ao Ken…se tiver sorte.

Ele foi o autor da celebre fotografia tirada no Sudão, onde aos olhos de muitos, era mais que um abutre que estava ali a esperar a morte da menina que se arrastava para o acampamento para pedir ajuda. Mas não passa de mais uma sombra, que oculta o que está em evidencia. Algo não está bem. Algo tem de mudar. Não podemos esquecer.

 

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Kevin_Carter

Comentar

Plain text

  • Não são permitidas tags HTML.
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
CAPTCHA
Para prevenir Spam, prova que és humano
3 + 5 =
Resolva este simples problema de matemática e introduza o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.