junta freguesia campanhã

Como ajudar o Terra Solta no “Semear para Alimentar”, na Quinta do Mitra ?

Se não nos conheces, fica um breve resumo do nosso percurso: O Terra Solta, nasce como Movimento em 2010 e implementa o seu trabalho na Quinta Musas da Fontinha, onde concebe um conceito de Hortas Comunitárias, continuou o seu trabalho implementando inúmeras Hortas sociais em diferentes parcerias.

Replantar e o Charco... e um muito obrigado

Foi já no longínquo e quente mês de Setembro que o Terra Solta começou a preparar o seu contributo natalício à sociedade com a acção Replantar para Alimentar, a segunda edição do programa "Semear para Alimentar.

Mas em Setembro o Terra Solta não se limitou a plantar a terra da Quinta do Mitra. Com o intuito de aumentar a biodiversidade e enriquecer a componente pedagógica da sua acção foi construído um charco que ao longo destes meses, num processo dinâmico, tem  vindo a crescer naturalmente e a atrair várias espécies animais e vegetais.

Mas, e como foi o dia de sementeira e de construção do charco? Melhor do imaginar é ver:

Replantar o Charco (teaser)

Teaser de apresentação do mini-documentário que acompanha o trabalho dos voluntários da Associação Movimento Terra Solta na construção de um charco e na acção solidária "Replantar para Alimentar" realizada na Quinta do Mitra (Porto) a 7 de Setembro de 2013.

O mini-documentário será lançado nos próximos dias.

Semear para Alimentar

A Junta de Freguesia de Campanhã, sendo a Freguesia do Porto, e provavelmente a Freguesia Urbana de Portugal, com maior incidência de habitação social, depara-se atualmente com elevadíssima Taxa de Desemprego. Esta situação aliada à baixa Escolaridade e ao longo esquecimento de Investimento Público e Privado permitiu criar uma situação explosiva de Toxicodependência, delinquência e níveis de alto risco de doenças infecto-contagiosas das quais se destaca ao HIV e Tuberculose.

AMTS na Quinta do Mitra

Era uma vez uma Quinta de Vila Meã... foi do Vieira, dos Araujos e mais tarde do Mitra. Mas foi sempre da terra.

Era mais um daqueles tantos sítios que se viram sitiados pelas conjucturas nacionais , internacionais e outros tantos ais que tais, que se via presentemente a receber sucatas onde verdejaram jardins e pomares.

Passou a Quinta por muitos senhores e senhorios, e muitos mais passaram por ela, deixando lá o seu suor e as raízes do seu trabalho.

Subscrever a RSS - junta freguesia campanhã